Meio MR-VP (Caldo Glicose Tamponado/VM-VP), Frasco com 500 gramas, mod.: M070-500G (Himedia)

Código: M070-500G Marca:
6x de R$ 52,26
R$ 313,60
ou R$ 282,24 via Boleto Bancário
Comprar Estoque: Disponível
    • 1x de R$ 313,60 sem juros
    • 2x de R$ 156,80 sem juros
    • 3x de R$ 104,53 sem juros
    • 4x de R$ 78,40 sem juros
    • 5x de R$ 62,72 sem juros
    • 6x de R$ 52,26 sem juros
    • 7x de R$ 50,10
    • 8x de R$ 44,09
    • 9x de R$ 39,45
    • 10x de R$ 35,94
    • 11x de R$ 33,07
    • 12x de R$ 30,68
    • 1x de R$ 313,60 sem juros
    • 2x de R$ 156,80 sem juros
    • 3x de R$ 104,53 sem juros
  • R$ 282,24 Boleto Bancário
  • R$ 313,60 Entrega
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

MARCA: HIMEDIA - MODELO: M070-500G PRODUTO: Meio MR-VP (Caldo Glicose Tamponado/ VM-VP), Frasco com 500 gramas

APLICAÇÃO: O meio MR-VP (Caldo Glicose Fosfato/Caldo Glicose Tamponada) é recomendado para o desempenho dos testes Vermelho de metila e e Voges-Proskauer na diferenciação do grupo coli-aerogenes.

COMPOSIÇÃO:

Ingredientes Gr/L

Peptona tamponada: 7.000

Dextrose: 5.000

Fosfato dipotássico: 5.000

pH final (a 25°C): 7,2 ± 0,2

** Fórmula ajustada, padronizada para se adequar aos parâmetros de desempenho**

PRINCÍPÍO E INTERPRETAÇÃO:

Os testes Vermelho de Metila e Voges-Proskauer estão entre os vários testes utilizados na identificação bioquímica de espécies bacterianas. Esses testes foram originalmente estudados por Voges, Proskauer e, posteriormente, por Clark e Lubs para diferenciar entre os membros do grupo de coli-aerogênios. Ambos os testes são baseados na detecção de produtos específicos de degradação do metabolismo de carboidratos.

Todos os membros de Enterobacteriaceae são, por definição, fermentadores de glicose. No meio MR-VP, após 18-24 horas de incubação, a fermentação produz subprodutos metabólicos ácidos. Portanto, inicialmente todos os entéricos darão uma reação MR positiva se testados. No entanto, após nova incubação, exigida pelo procedimento de teste (2-5 dias), os organismos MR - positivos continuam a produzir ácidos, resultando em um pH baixo (ácido) que supera o sistema de tamponamento de fosfato e mantém um meio ácido no meio ( pH 4,2 ou inferior). Organismos MR-negativos metabolizam ainda mais os produtos da fermentação inicial por descarboxilação para produzir acetil metilcarbinol neutro (acetoína), que resulta em diminuição da acidez no meio e eleva o pH em direção à neutralidade (pH 6,0 ou superior). Na presença de oxigênio atmosférico e álcali, os produtos finais neutros, acetoína e 2, 3 butanodiol, são oxidados em diacetil, que reagem com a creatina para produzir uma cor vermelha.

O teste de vermelho de metila (MR) é realizado após 5 dias de incubação a 30°C. As culturas de teste Voges-Proskauer (VP) são incubadas a 30°C durante 24-48 horas. Vários procedimentos de teste foram sugeridos para a realização do teste de VP por Werkman, Omeara, Levine, et al e Voughn et al.

Teste de Werkmans: Adicionar 2 gotas de uma solução a 2% de cloreto férrico a 50 ml de cultura e 5 ml de hidróxido de sódio a 10%. Agite o tubo para misturar bem. A cor estável de cobre que se desenvolve em poucos minutos é uma reação positiva.

Teste OMeara: Adicionar 25 mg de creatina sólida a 5 ml de cultura e depois adicionar 5 ml de hidróxido de sódio concentrado (40%). O desenvolvimento de cor vermelha em poucos minutos depois de agitar bem o tubo é uma reação positiva.

Levine, Epstein e Voughn modificaram a técnica de OMeara dissolvendo a creatina em uma solução concentrada de hidróxido de potássio (R031, Reagente OMeara). Voughn, Mitchell e Levine recomendaram o método de Barritt como adição de 1 ml de Barritt Reagent B (R030-40% de hidróxido de potássio) e 3 ml de Barritt Reagent A (R029-5% a-naftol em etanol absoluto) para 5 ml de cultura. O teste positivo é indicado por cor rosa eosina dentro de 2-5 minutos.

Os testes de RM e VP não devem ser considerados como o único meio de diferenciar os grupos E.coli dos Klebsiella Enterobacter. Ocasionalmente, também, um organismo conhecido positivo para acetoína não consegue dar uma reação VP positiva. Para superar esta possibilidade, aqueça suavemente a cultura contendo os reagentes de VP.

CONTROLE DE QUALIDADE:

Aparência: Pó de fluxo livre homogêneo na cor creme para amarelo

Cor e clareza do meio preparado: Solução límpida de cor amarela clara sem qualquer precipitado.

Reação: Reação de solução aquosa a 1,7% p/v a 25°C. pH: 6,9 ± 0,2

pH: 6,70-7,10

Resposta da Cultura: Características da cultura observadas após uma incubação a 30-32°C durante 18-48 horas.

ARMAZENAMENTO: Armazenar o pó em temperatura ambiente (abaixo de 30°C) em frasco hermeticamente fechado e o meio preparado entre 20°C e 30°C Usar antes da data de validade no rótulo.

REGISTRO ANVISA: NÃO PASSÍVEL DE REGISTRO

APRESENTAÇÃO / EMBALAGEM: Frasco com 500 gramas

6x de R$ 52,26
R$ 313,60
ou R$ 282,24 via Boleto Bancário
Comprar Estoque: Disponível
Pague com
  • Wirecard
  • PagSeguro V2
Selos

Dsyslab - CNPJ: 21.340.859/0001-10 © Todos os direitos reservados. 2020

Dsyslab - Produtos e Equipamentos para Laboratórios, Clínicas e Hospitais