Meu carrinho de compras
Carrinho Vazio
Rastrear minha compra

Agar Tríplice Açúcar Ferro (TSI; Triple Sugar Iron Agar) HIMEDIA

Data de lançamento: 10/05/2021
Disponibilidade: Disponível em 90 dias úteis
0 Opiniões

Por:
R$ 370,56

R$ 340,92 à vista com desconto Depósito Bancário
ou 12x de R$ 38,25 com juros
 
Simulador de Frete
- Calcular frete
Calcular frete:
Descrição Geral

MARCA: HIMEDIA - MODELO: M021 - PRODUTO: Agar Tríplice Açúcar Ferro (TSI; Triple Sugar Iron Agar)

APLICAÇÃO: O Ágar Tríplice Açúcar Ferro (TSI Agar) é utilizado para a identificação de bacilos entéricos Gram-negativos com base na dextrose, lactose e fermentação de sacarose e produção de sulfeto de hidrogênio.

COMPOSIÇÃO:

  • Ingredientes Gramas/L
  • Peptona: 10.000
  • Triptona: 10.000
  • Extrato de levedura: 3.000
  • Peptona HM B: 3.000 (Equivalente ao extrato de carne)
  • Lactose: 10.000
  • Sacarose: 10.000
  • Dextrose (Glicose): 1.000
  • Cloreto de sódio: 5.000
  • Sulfato ferroso: 0.200
  • Tiossulfato de sódio: 0,300
  • Vermelho de fenol: 0,024
  • Agar: 12.000
  • pH final (a 25°C): 7,4 ± 0,2
  • ** Fórmula ajustada, padronizada para se adequar aos parâmetros de desempenho.

INSTRUÇÃO DE USO:

Suspenda 64,52 gramas em 1000mL de água destilada. Aqueça até a ferver para dissolver o meio completamente. Misture bem e distribua em tubos de ensaio. Esterilize em autoclave a 15 lbs de pressão (121°C) por 15 minutos. Permitir que o meio se assente em forma inclinada com um lado de 1 polegada de comprimento.

Observação: para melhores resultados, o meio pode ser esterilizado em autoclave a 10 lbs de pressão (115°C) por 15 minutos.

Rendimento: O frasco de 00 gramas rende 1,54 litros.

PRINCÍPÍO E INTERPRETAÇÃO:

O Ágar Triplo Açúcar Ferro foi originalmente proposto por Sulkin e Willett e modificado por Hajna para identificar Enterobacteriaceae. Este meio está em conformidade com a recomendação da APHA, para o exame de carne e alimentos, para o exame do leite e produtos lácteos e para o ensaio de limite microbiano para confirmar a presença de Salmonellae e na identificação de bacilos gram-negativos. A triptona, a peptona, o extrato de levedura e a peptona HM B fornecem compostos nitrogenados, enxofre, oligoelementos e complexo de vitamina B. etc. O cloreto de sódio mantém o equilíbrio osmótico. A lactose, a sacarose e a dextrose são os carboidratos fermentáveis. O tiossulfato de sódio e os íons ferrosos fazem o sistema indicador de H2S. O vermelho de fenol é o indicador de pH. Organismos que fermentam a glicose produzem uma variedade de ácidos, transformando a cor do meio de vermelho para amarelo.

Mais quantidade de ácidos é liberada no fundo (fermentação) do que na inclinação (respiração). Bactérias em crescimento também formam produtos da descarboxilação oxidativa da peptona e estes produtos alcalinos neutralizam as grandes quantidades de ácido presente no tubo. Assim, o aparecimento de uma inclinação alcalina (vermelha) e um ácido (amarelo) após a incubação indica que o organismo é um fermentador de glucose, mas é incapaz de fermentar lactose e / ou sacarose. Bactérias que fermentam a lactose ou sacarose (ou ambos), além de glicose, produzir grandes quantidades de ácido não permite a reversão do pH naquela região e assim as bactérias exibem uma inclinação ácida e ácido. A produção de gás (CO2) é detectada pela presença de rachaduras ou bolhas no meio, quando o gás acumulado escapa. O tiossulfato é reduzido a sulfeto de hidrogênio por várias espécies de bactérias e O H2S combina-se com ions férricos de sais férricos para produzir o precipitado preto insolúvel do sulfureto ferroso. Redução do tiossulfato prossegue apenas em um ambiente ácido e o enegrecimento geralmente ocorre na extremidade do tubo. O ágar TSI deve ser usado em paralelo com Agar Base Uréia ou Caldo (M112 / M111) para distinguir entre espéicies de Salmonella e Proteus. As reações podem ser resumidas da seguinte forma: Meio inclinado alcalino / ácido butírico-glicose fermentado e Meio inclinado ácido / ácido butírico-glicose e sacarose fermentada ou glicose e lactose fermentada ou todos os três açúcares, glicose, lactose e sacarose fermentada. Bolhas ou fissuras presentes na produção de gás, precipitado preto.

CONTROLE DE QUALIDADE:

  • Aparência: Amarelo claro a rosa para o pó de fluxo livre homogêneo verde pálido
  • Gelificação: Firme, comparável com gel de agar a 1,2%.
  • Cor e Transparência do meio preparado: Formulações de gel de cor clara rosada a ligeiramente opalescente em tubos.
  • Reação: Reação de solução aquosa a 6,45% p/v a 25ºC, pH: 7,4 ± 0,2
  • pH: 7,20-7,60
  • Resposta Cultural
  • Características culturais observadas após uma incubação a 35-37°C durante 18-24 horas.

REGISTRO ANVISA: NÃO PASSÍVEL DE REGISTRO

ARMAZENAMENTO E CONSERVAÇÃO: Armazenar a temperatura ambiente entre 10-30°C em um recipiente bem fechado e o meio preparado a 2-8°C. Use antes da data de expiração no rótulo. Após aberto, o produto deve ser armazenado adequadamente a seco, a fim de evitar a formação de grumos devido à natureza higroscópica do produto. Armazenar em local ventilado protegida dos extremos de temperatura e fontes de ignição. Vedar bem o recipiente após o uso.

APRESENTAÇÃO / EMBALAGEM: Disponível em diversos frascos

Formas de Pagamento
Ficha técnica
Código M021
Estoque 6
Modelo M021
Categoria Agar em pó desidratado
Marca HIMEDIA
Comentários

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Produtos visitados