Meu carrinho de compras
Carrinho Vazio
Rastrear minha compra

Agar Base Virulência Difteria (Diphtheria Virulence Agar Base) HIMEDIA Marca: HIMEDIA Modelo: AGAR-BVD-HIMEDIA Disponibilidade: Disponível em 90 dias úteis Referência: AGAR-BVD-HIMEDIA

Data de lançamento: 17/02/2021
Disponibilidade: Disponível em 90 dias úteis
0 Opiniões

A Partir de:
R$ 436,00

R$ 401,12 à vista com desconto Depósito Bancário
ou 12x de R$ 45,01 com juros
 
Simulador de Frete
- Calcular frete
Calcular frete:
Descrição Geral

MARCA: HIMEDIA - MODELO: AGAR-BVD-HIMEDIA - PRODUTO: Agar Base Virulência Difteria (Diphtheria Virulence Agar Base) HIMEDIA

 

APLICAÇÃO: Agar de Virulência de Difteria com suplementos é usado para testar toxigenicidade de Corynebacterium diphtheriae.

COMPOSIÇÃO:

  • Ingredientes Gms / Litro
  • Peptona Proteoma: 20.000
  • Cloreto de sódio: 2.500
  • Agar: 15.000
  • pH final (a 25°C): 7,8 ± 0,2
  • ** Fórmula ajustada, padronizada para se adequar aos parâmetros de desempenho.
  • Necessário o uso dos suplementos FD072 e FD052, fornecidos separadamente.

INSTRUÇÕES DE USO:

  • Suspender 37,5 gramas em 1000 ml de água destilada. Ferver para dissolver o meio completamente. Esterilizar em autoclave em Pressão de 15 lb (121°C) por 15 minutos. Esfriar a 55-60°C. Adicionar assepticamente 2 ml do Suplemento Enriquecimento de Virulência KL estéril (FD072) e 0,5 mL do Suplemento Telurito de potássio estéril a 1% (FD052) a uma placa de Petri de 100 mm e adicionar rapidamente 10 ml do Agar Virulência Difteria Base esterilizado. Antes que o meio se solidifique, coloque uma tira de papel de filtro saturada com antitoxina de Difteria potente no diâmetro da placa. Deixe a tira afundar no fundo da placa. Inocule a placa com inóculo pesado através da tira.
  • Rendimento: O frasco de 500 gramas rende 13,33 litros.

PRINCÍPÍO E INTERPRETAÇÃO:

  • Corynebacterium diptheriae é um patógeno humano principal e deve sua patogenicidade à produção de uma potente exotoxina ativa em uma variedade de tecidos, incluindo músculos do coração e nervos periféricos. Toxina difusa de uma cultura de C. diphtheriae suspeita é demonstrada pela formação de uma linha branca de precipitado, onde se encontra com difusão de antitoxina diftérica em uma tira de papel de filtro embebido no agar. A toxigenicidade in vitro (virulência) de C. diphtheriae foi descrita pela primeira vez por Elek. A técnica de Elek foi aprimorada por King, Frobisher e Parsons pelo uso de um meio padronizado. Este meio deu resultados comparáveis ​​com o teste de inoculação em animais. Também foi encontrado que a peptona proteose suporta a produção de toxina, além de manter a consistência dos resultados. Hermann et al desenvolveram um enriquecimento não sérico para superar as irregularidades encontradas durante o uso de enriquecimentos baseados em soro de cavalo, carneiro ou coelho. Esses enriquecimentos não séricos consistem em hidrolisado ácido de caseína, tween 80 e glicerol. Após a incubação da placa inoculada, observa-se uma linha de precipitina para as cepas toxigênicas. Peptona Proteose fornece as fontes de carbono e nitrogênio necessárias para o bom crescimento de uma ampla variedade de organismos e também para a produção de toxinas. O cloreto de sódio mantém o equilíbrio osmótico do meio. O ágar é incorporado como agente solidificante. O telurito de potássio inibe a maioria das bactérias gram-negativas, exceto espécies de Corynebacterium, Streptococcus mitis, Streptococcus salivarius e Enterococci. Staphylococcus epidermidis pode exibir crescimento.
  • Resultados falsos positivos também podem ser encontrados. Portanto, um controle positivo deve sempre ser utilizado em paralelo. Corynebacterium ulcerans e Corynebacterium pseudotuberculosis também podem produzir linha de precipitação.

CONTROLE DE QUALIDADE:

  • Aparência: Pó homogêneo de fluxo livre, cor creme a amarelo.
  • Solidificação: Firme, comparável com 1,5% de gel de agar.
  • Cor e Clareza do meio: Formulações de gel de cor âmbar média a ligeiramente opalescente em placas de Petri.
  • Reação: Reação de solução aquosa a 3,75% p/v a 25ºC. pH: 7,8 ± 0,2
  • pH: 7,60-8,00
  • Resposta Cultural: Características culturais observadas com adição de enriquecimento de virulência KL (FD072) e 0,5 ml de Solução Telurito de potássio a 1% (FD052) após uma incubação a 35-37°C durante 24-72 horas.

ARMAZENAMENTO E CONSERVAÇÃO: Armazenar entre 10-30°C em recipiente bem fechado e o meio preparado a 2-8°C. Use antes da data de expiração do produto.

REGISTRO ANVISA: Não se aplica

APRESENTAÇÃO / EMBALAGEM: Disponível em frasco

Ficha técnica
Código AGAR-BVD-HIMEDIA
Estoque 0
Modelo AGAR-BVD-HIMEDIA
Categoria Agar em pó desidratado
Marca HIMEDIA
Características
  • Tipo: Base Virulência Difteria (Diphtheria Virulence Agar Base)
Formas de Pagamento
Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Produtos visitados